100%

Vereadores cobram limpeza urbana para bairros da cidade

A falta de limpeza pública em muitos bairros de Serrolândia entrou em pauta na sessão desta sexta-feira 09/03. Vários vereadores usaram a palavra livre, para falar sobre o assunto.

O vereador Clebinho citou a falta de fiscalização nas obras particulares da cidade, que os proprietários tem fechado as ruas com entulho e materiais, causando transtorno aos vizinhos e ao trânsito, esse assunto teve o apoio dos demais vereadores. Além desse tocante, o parlamentar falou sobre a coleta de lixo da cidade, que ao mesmo tempo que recolhe o lixo, deixa os sacos expostos no meio das vias públicas.

O vereador Beá, comprou a participação da população para que mantenham as ruas limpas, além de sugerir uma mobilização por parte dos poderes executivo e legislativo para o levantamento de uma campanha, "CIDADE LIMPA" valorizando a ideia que o cidadão tem condições e o dever de contribuir para uma cidade  mais organizada.
Protocolos desta Publicação:Criado em: 09/03/2018 - 14:44:46 por: Elton Abreu Araujo Sampaio - Alterado em: 09/03/2018 - 14:44:46 por: Elton Abreu Araujo Sampaio

Notícias

Comissão Nacional para ODS recebe reforço municipalista
Comissão Nacional para ODS recebe reforço municipalista

A prefeita de Monteiro Lobato (SP), Daniela de Cássia, se juntou com o prefeito de Afogados da Ingazeira (PE), José Patriota, como representante da Confederação Nacional de Municípios (CNM) na Comissão Nacional para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (Cnods). Os municipalistas participam das reuniões e discussões com o objetivo de construir as ações brasileiras para a Agenda 2030, atuando em defesa dos interesses dos Municípios. Também articularam, com os membros da...

CNM esclarece gestores municipais sobre descredenciamento de equipes de Saúde
CNM esclarece gestores municipais sobre descredenciamento de equipes de Saúde

Vários Municípios têm procurado a Confederação Nacional de Municípios (CNM) para relatar preocupação desde a publicação da Portaria 1.717/2018. A normativa descredencia Equipes de Saúde da Família (ESF) por não cumprimento de prazo estabelecido na Política Nacional de Atenção Básica.  Antes da mudança feita pela Portaria 2436/2017 - Política Nacional de Atenção Básica -, o gestor municipal que tivesse a intenção de implantar novas equipes solicitava o credenciamento...